domingo, 26 de setembro de 2010

Viagem a Portugal - nossa 61ª primavera

23 de Setembro de 2010

Levantamos cedo como um dia qualquer, arrumei a casa, preparei o almoço. O Rodrigo não foi trabalhar, almoçamos todos juntos: eu, o Rogerio, o Beto e o Rodrigo, conversamos sobre vários assuntos, arrumei a cozinha e depois terminei de preparar as malas. Às 15:00 mais ou menos fui me arrumar, tomei banho com uma sensaçao estranha, não estava ansiosa e nem eufórica. Eu esperava que no dia em que fosse realizar o meu grande sonho de visitar Portugal eu não iria me aguentar.

Estava tranquila, até comentei que parecia que estava indo para a Penha como sempre fazemos.

Às 16:30 o Beto passou em casa, pegamos o nosso carro e fomos até Itatiba, ele tomou banho, pegamos a Maria Rita e a Giovana e fomos para o aeroporto de Viracopos, com quase 4 horas de antecedência.

Eles voltaram para casa e eu e o Rogerio comemos um pão de queijo.

O avião saiu exatamente às 21:45 conforme previsto. Um avião grande, bonito, da TAP. Forneceram travesseiro e uma coberta.

Jantamos, opção vegetariana como já havíamos solicitado no momento da compra das passagens. O voo correu tranquilamente, as luzes se apagaram - comecei assistir um filme "Plano B"e adormeci. De repente começou uma gritaria, o avião perdeu altitude, estabilizou e em seguida despencou novamente, com mais violência. O pânico foi geral - meu coração disparou, comecei a rezar, chamei nossa senhora Aparecida tão alto - acho que ate ela se assustou. rsrsrsrs

Não sei dizer exatamente quanto tempo essa situação durou, mas o avião voltou ao normal e meu coração e meu corpo demoraram muito para voltar ao normal. Bem não preciso dizer que a partir desse momento foi fácil fazer amizade com os amigos de voo. rsrsrs

Lisboa está 4 horas na frente do Brasil, então chegamos mais ou menos as 11:15. Não deu nem para apreciar o aeroporto de Lisboa, porque nossa conexão estava marcada para às 13:45. Fizemos o reconhecimento do lugar e andamos uns 4 km até encontrar o lugar onde deveríamos nos dirigir - passamos pela policia federal - foi tudo super tranquilo, a moça carimbou nosso passaporte e nos orientou o caminho que deveríamos seguir para chegar no embarque para o Porto.

O avião que nos levou ate o Porto foi um avião pequeno, para poucas pessoas (me senti a Xuxa rsrsrsr).

O aeroporto do Porto e bonitinho, limpo, organizado, moderno, um luxo.

Fomos no setor de Turismo e lá nos orientaram a comprar um bilhete do mètro, é assim que se fala aqui: métro. Ele é válido por 24 horas e custa 5,00 E, podendo ser usado em todos os transportes públicos.

A Estaçao do mètro é anexo ao aeroporto, validamos o bilhete e subimos a escada rolante. E lá estava o "Mètro" uma gracinha, 3 vagões somente. Ele trafega no leito da rua, alinhado à calçada, sem nenhuma proteção (como os bondes em Sao Paulo antigamente). Descemos na Estaçao Bolhao, andamos uns 200m por uma rua de pedras, tipo calçadão e chegamos a Praça da Batalha. Lá estava o Hotel Quality nos esperando com todo a sua pompa. Fomos recebidos com um largo sorriso e um sotaque sedoso nos desejando boas vindas. Ali mesmo recebemos mais outras tantas sugestões de passeios para as proximas 72 horas que vamos viver no Porto e na região do Douro.

Subimos e acomodamos nossas malas, descemos para começar a explorar essas velhas terras.

Descendo a rua da Estação, paramos em um Café tipo confeitaria, fomos recebidos pelo Sr. Joaquim, um simpático português que já morou no Brasil e é apaixonado pela nossa terra.

Queríamos comer algo salgado, sem carne. Ele sugeriu um caldo de coração - o Rogerio logo disse: não comemos carne.

O Sr Joaquim arregalou os olhos e disse: - mas nem coração? Coração aqui é repolho. rsrsrs

por sinal uma delícia....

Comemos também uma rosca de mel com amendoas e um doce de feijão, nossa que delícia!!!!

Estamos só começando.

Ficamos amigos do Sr. Joaquim que nos relatou toda sua história, amanhã vamos voltar lá para saborear um autêntico caldo verde, sem carne =)

Saimos de lá em estado de graça, fomos até a Estaçao de comboios (trem) Sao Bento, e ao posto de atendimento ao Turista. Voltamos com um punhado de mapas e folders - que vou ler e montar o nosso roteiro para as próximas 72 horas.

Por hoje é só. (O Rogerio está dormindo faz um tempão)

Atá amanhã, um beijo a todos - saudades

2 comentários:

  1. Que susto esse do avião, hein!!!
    Foi só para dar um pouco de emoção para a viagem hehe
    que bom que está tudo bem com vocês :)

    ResponderExcluir
  2. Oi Dina, obrigada pelo carinho. Infelizmente não conheço nenhum lugar com o curso, mas vc ja deu uma olhadinha nos albuns do picasa? Lá tem bastante coisa, acho que dá pra aprender. Um abraço.

    https://picasaweb.google.com/lh/view?q=latonagem&uname=abitatitoatoa&psc=G&filter=1#

    ResponderExcluir